Os agricultores de Faial e Dominguinhas, povoados ainda isolados no interior de Alto Mira, têm estado já há anos a reclamar a continuidade da estrada para o interior dessa bacia hidrográfica, investimento que, a seu ver, serviria de “impulso” à agricultura no vale.

Alto Mira, considerado um dos vales mais produtivos da ilha de Santo Antão, produz cenoura, repolho, batatas e tomates, entre outros produtos, mas o escoamento tem sido “um calvário” para os agricultores de Faial e Dominguinhas, devido ao isolamento.

Os excedentes são transportados através dos animais (burros e mulas) e “quando chegam ao mercado já não têm qualidade”, segundo os lavradores locais, explicando que há “muita perda”, precisamente, porque não há como fazer o escoamento dos produtos.

Os produtores agrícolas, que se dizem “muito castigados” pelo isolamento, voltam a exortar o Governo a desencravar o interior de Alto Mira, zona de “grande potencial agrícola”, uma reivindicação que é partilhada pela própria associação local dos agricultores.

As autoridades municipais e deputados da Nação têm estado, igualmente, a alertar para o problema do isolamento em Alto Mira, que está a condicionar o desenvolvimento desse vale, também com enormes potencialidades a nível do turismo.

O Governo já admitiu a possibilidade de incluir o desencravamento de Faial e Dominguinhas no próximo pacote de estradas para Santo Antão.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.