A informação foi avançada em comunicado, a que a Inforpress teve hoje acesso, pela autarquia santa-catarinense, lembrando que o presidente da câmara municipal José Alves Fernandes, esteve esta quinta-feira, 21, no local com técnicos da empresa pública intermunicipal Águas de Santiago (AdS), da Electra e da empresa responsável pelos trabalhos de instalação.

“O local para a instalação da dessalinizadora já foi identificado, ficando nas proximidades de Lém Rocha, aquele que oferece melhores condições em termos de custos de instalação, facilidade de acesso e de ligação à rede pública”, adianta a mesma fonte na nota.

Entretanto, a autarquia faz saber que, a dessalinizadora encontra-se, ainda, na ilha do Sal, mas o seu transporte contentorizado por via marítima já está agendado, tendo em vista proceder-se à sua instalação logo que concluídos os trabalhos de perfuração e assentamento.

De acordo com o mesmo documento, a instalação definitiva da infra-estrutura prevê-se estar concluída até ao final de Agosto próximo para entrada em funcionamento, prevendo-se uma produção diária de 1.200 toneladas para reforço da disponibilidade de água em Ribeira da Barca, mas também em Assomada, localidades entre a vila piscatória e a cidade, e em parte do município de São Salvador do Mundo.

No entanto, lembra que apesar de estar direccionada para a rede pública de abastecimento domiciliário, parte da água mobilizada destina-se, ainda, para fins agrícolas, tendo em vista o aumento da produção no concelho.

“A dessalinizadora de Ribeira da Barca é a primeira unidade instalada em Santa Catarina, enquadrada num conjunto de soluções estruturantes e de longo prazo, visando resolver o essencial do problema de crise hídrica no concelho por razão de consecutivos anos de seca”, lê-se na nota.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.