Jailson Monteiro, que é também um dos agricultores afectados, explicou que os lavradores enfrentaram vários problemas que levaram à perda de toda a colheita, desde a falta de água, devido a uma avaria no sistema de bombagem do furo, passando pelo mau tempo.

"Primeiro foi uma avaria no sistema de bombagem do furo nessa localidade que ainda não foi resolvido, depois foram ventos fortes que acabaram com todas as esperanças dos agricultores", lamentou este responsável, que pediu ao Governo para, através do Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA), ajudar esses agricultores que "perderem tudo".

A mesma forte informou que, pelo menos, 70 pessoas ficaram afectadas com essa situação que complicou ainda mais a "já difícil situação social" em Ribeira dos Bodes, onde o desemprego está a atingir, pelo menos, 40 chefes de famílias.

A Câmara Municipal do Porto Novo, no âmbito de uma parceria com a delegação do MAA, ainda tentou ajudar os lavradores com água auto-transportada para salvar as plantas em fim de ciclo, mas este "esforço" acabou por não resultar porque "o tempo não ajudou", informou Jailson Monteiro.

Segundo o MAA, o furo em Chã de Casa, inaugurado em 2015, já está em falência (redução drástica do caudal), situação que ficou ainda mais complicada para os agricultores, depois  do motor do sistema de bombagem desse mesmo furo ter-se avariado.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.