Da verba alocada por Portugal para o fundo, 855 mil euros destinam-se à região do Sahel, 180 mil ao Corno de África e 765 mil para o Norte de África.

No total, a Comissão Europeia espera angariar dos 28 contribuidores quase 413,4 milhões de euros, tendo já recebido 378 milhões dos 28 contribuidores: 26 Estados-membros (todos exceto Grécia e Chipre), Noruega e Suíça.

A Alemanha (com um compromisso de 157,5 milhões de euros) e a Itália (104 milhões) são os principais doadores, faltando, no entanto a ambos os países pagar a totalidade da verba, tendo o primeiro entregado 139,5 milhões e o segundo 102 milhões.

Os menores contribuintes são a Eslovénia e a Roménia, com 100 mil euros cada.

O Fundo Fiduciário para África ascende, na sua totalidade, a 3,39 mil milhões de euros, sendo que 2,98 mil milhões provêm do Fundo Europeu para o Desenvolvimento e do orçamento da UE.