Os produtores agrícolas confirmaram a queda na produção de batata comum que se deveu, sobretudo, a problemas no fornecimento de água para rega nos diferendos vales, sobretudo em Martiene e Chã de Norte, dois dos principais produtores deste tubérculo, neste concelho.

Em Martiene, Januário Cruz, porta-voz dos produtores e considerado um dos maiores produtores de batata comum em Cabo Verde, confirmou “uma redução drástica” de produção, situação justificada pela interrupção no fornecimento de água no arranque da sementeira, em Dezembro.

“Além disso, o tempo (ventos fortes) não ajudou este ano”, lamentou este agricultor.

Em Ribeira dos Bodes, outro importante produtor de batata comum, o representante dos agricultores, Jailson Monteiro, informou que “a produção caiu muito este ano”, acreditando que a queda poderá ter ultrapassado os 60%.

Em Ribeira dos Bodes, houve, também, além de problemas no fornecimento de água, a queda na produção de batata comum que ficou a dever-se, igualmente, à ocorrência de ventos fortes,

Em Morro Cavalo, em Ribeira da Cruz, a água disponibilizada, à volta de 80 toneladas/dia aos cerca de 40 agricultores, está “aquém das necessidades”, segundo os produtores, para quem esse facto tem condicionado a produção de batata comum na zona.

Segundo estimativa dos lavradores, a produção de batata comum anda a volta das 500 toneladas, mas mesmo assim estão a enfrentar dificuldades para colocar o produto no mercado.

Porto Novo é, também, conhecido como grande produtor de cenoura (Ribeira da Cruz), tomate (Ribeira Fria) e inhame (Tarrafal de Monte Trigo), cujos produtores têm estado, da mesma forma, a queixar-se de problemas de mercado.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.