Ivanildo Dias, representante da associação dos agricultores, confirmou que os equipamentos estão todos em Chã de Norte e que a instalação dos mesmos já está em curso, para a satisfação dos cerca de 50 lavradores, a enfrentar, desde o mês de agosto, a penúria de água para rega.

Os serviços do Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA) prevê para “os próximos dias” a conclusão dos trabalhos de montagem, no furo de Chã de Norte, da bomba e dos tubos hidroroscados, que foram encomendados em Espanha.

Está, assim, em vias de normalização o fornecimento de água aos lavradores, que dizem ter perdido toda a produção de batatas e cenoura, devido à crise de água que afetou a atividade agrícola nessa localidade.

O delegado do MAA, Joel Barros, reconhece as dificuldades enfrentadas, nesses últimos meses, pelas famílias em Chã de Norte, mas acredita que o problema está a ser ultrapassado ainda a tempo de os agricultores efetuarem as sementeiras da batata comum, muito produzida nesse vale.