Os lavradores dessa localidade explicam que a actividade agrícola em Lajedos tem estado em “declínio” ao longos dos anos, devido à propagação das acácias americanas, uma árvore capaz de tornar os terrenos impróprios para a prática da agricultura.

O proprietário agrícola Manuel Dias explica à Inforpress que os terrenos aráveis e férteis em Lajedos estão a ser invadidos por essa arvore, situação que está a inquietar os agricultores, que exortam o Ministério da Agricultura e Ambiente e a Câmara Municipal do Porto Novo a ajudarem a “limpar” as acácias e “a salvar a agricultura”, nesse zona.

“Lá onde nascem as acácias, a agricultura deixa de existir”, avisou este agricultor, explicando que esse tipo de árvore, que terá chegado a Porto Novo há mais de 40 anos, “consome muita água, destrói terrenos aráveis e, por isso, está a dar cabo da agricultura em Lajedos”.

A limpeza das acácias americanas é “determinante para o futuro da agricultura em Lajedos”, que está a correr “sérios perigos”, avisam os lavradores, segundo os quais “não vale a pena” o Estado investir em projectos de mobilização da água nessa localidade (equipamento do furo com painéis solares) sem se preocupar com a acção daninha das acácias.

Lajedos, situado a 17 quilómetros da cidade do Porto Novo, é também muito conhecido pelo seu potencial turístico.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.