José Gonçalves, que deveria chegar à ilha do Fogo na tarde de quinta-feira, só chega hoje devido ao cancelamento do voo que deveria fazer a ligação Praia/São Filipe, quinta-feira, 01, devendo seguir de imediato para Chã das Caldeiras.

Antes da apresentação do projecto do posto de informação turística e do lançamento da primeira pedra da construção da sede da associação dos guias turísticos de Chã das Caldeiras, José Gonçalves preside à abertura da 13ª mesa de diálogo dos parceiros do projecto Rotas do Fogo, implementado pela ONG italiana Cospe e financiada pela União Europeia.

José Gonçalves que se faz acompanhar do chefe da Cooperação da Delegação da União Europeia em Cabo Verde, Roman Leon Lora, tem agendado visita a alguns pontos de interesse turísticos de Chã das Caldeiras, encontro com operadores turísticos para diálogo com os parceiros do projecto Rotas do Fogo financiado pela União Europeia, alem de inauguração do miradouro e centro multimédia de Maria da Cruz, nas proximidades da cidade de Cova Figueira, sede do município.

O projecto da construção da sede da associação dos guias consiste num posto de informação, que funcionará durante o dia, um espaço para formação, escritório e serviços  para celebrar eventos culturais, formação e  fórum.

O projecto inicial previa uma verba de três milhões de escudos, mas como o Fundo do Turismo propôs a introdução de redes de agua e de electricidade, a associação ainda não dispõe de um orçamento final, em fase de montagem, contudo, pela equipa técnica da câmara de Santa Catarina do Fogo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.