De acordo com uma nota de imprensa do Gabinete de Comunicação e Imagem do Governo, além da 23ª a Assembleia Geral da Organização Mundial do Turismo (OMT), José Gonçalves participa de igual modo, na 62ª Reunião da Comissão Africana e 111ª Reunião da Comissão Executiva da mesma organização.

Durante a sua estadia, conforme o documento, o também ministro da Economia Marítima chefia uma importante delegação de representantes públicos e privados, dos sectores do Turismo e Transporte Aéreo para a realização de uma missão de divulgação e promoção do destino turístico Cabo Verde.

Um dos pontos altos do evento será um evento promocional e cultural, onde José Gonçalves fará uma comunicação aos participantes dos sectores do turismo e transportes aéreos da Rússia sobre a importância na criação de todas as condições para o lançamento das operações turísticas entre os dois países.

Isto, de acordo com a nota, tendo em conta o destino turístico Cabo Verde, “um país atrativo, seguro, acessível, estável e com inúmeras oportunidades, não só para se fazer turismo, mas também, para se investir, nos mais diversos sectores”.

Para além de encontros “B2B e B2G/G2B”, entres os participantes dos dois países, consta da agenda da missão da delegação ministerial cabo-verdiana à Rússia, a apresentação de propostas de cooperação institucional na área do turismo, bem como de facilitação dos transportes aéreos entre as respectivas operadoras, estatais e privadas.

A Organização Mundial do Turismo (OMT), antiga União Internacional de Organizações Oficiais de Viagens (IUOTO), foi criada em 1925 como uma organização internacional não governamental que reunia associações privadas e governamentais de turismo.

Em 2003, tornou-se uma agência especializada das Nações Unidas. Sua missão consiste em promover o turismo sustentável, responsável e universalmente acessível como indutor do desenvolvimento inclusivo.

Com sede em Madrid, na Espanha, a OMT é composta por 155 países, seis membros associados e mais de 400 membros afiliados que representam o setor privado, instituições educacionais, associações e autoridades locais de turismo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.