Em conversa com a Inforpress, a responsável pelo empreendimento turístico Stella Maris e residencial Inês, Ornela Crena, assegurou que por medidas de contenção decidiram encerar todos os serviços destinados aos turistas até finais de Abril ou Maio, conforme for o decorrer da situação.

A operadora turística informou ainda que as agências de viagens com as quais trabalham e que lhes enviam turistas franceses e alemãs, já cancelaram as reservas feitas para os próximos dois meses, razão pela qual não se justifica manter as portas abertas.

Ornela Crena explicou ainda que determinaram atribuir férias aos trabalhadores destas duas unidades hoteleiras até que a situação se normalize, sublinhando, por outro lado, estar “um pouco preocupada com as informações que estão a ser divulgadas nas redes sociais sobre as famílias que regressaram da ilha da Boa Vista”.

Neste particular, apelou ao cumprimento dos procedimentos deixados pela Delegacia de Saúde e Policia Nacional, até o prazo estabelecido.

A empresária pediu às pessoas que evitem criar falsas notícia e que mantenham vigilantes e respeitar o plano de contingência lançado pelo Governo.

Conforme apurou a nossa reportagem, o empreendimento hoteleiro Big Game também se encontra encerrado e a cumprir as regras de contingência.

De acordo com a  responsável, Matia Ricci, o referido espaço já se encontra nesta situação há mais de dez dias e que só pretendem abrir quando a situação esteja normalizada.

Matia Ricci garantiu que foram os primeiros no pais a tomar esta decisão, pelo que apelam aos que ainda se encontram a operar para que tomem esta medida para evitar mobilidade de pessoas por pelo menos vinte dias.

Neste momento, encontra-se um número reduzido de turistas na ilha do Maio, a maioria dos quais possuem as suas residências na ilha, por isso muitos destes não pretendem regressar aos seus países de origem por estes dias.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.