A Inforpress avançou, terça-feira, com a informação de que a Sonerf estava a investir em Santo Antão cerca de 24 mil contos em projetos de mobilização de água para agricultura e pecuária, no quadro no quadro do plano de mitigação da seca e salvamento do gado.

O delegado da Sonerf, Euclides Morais, explicou que esta sociedade é apenas a entidade executora dos projectos, pelo que os projectos, que incidem na construção de reservatórios, bebedouros, captações de água, muros de protecção de furo e de manutenção de levadas, têm o financiamento do Governo, através da Agência Nacional de Águas e Saneamento (ANAS).

Trata-se de obras que decorrem a “um bom ritmo” e que já permitiram gerar cerca de 130 postos de trabalho em toda ilha, segundo este responsável.

No caso do Porto Novo, o concelho foi contemplado uma verba de 31 mil contos para a mobilização de água para a agricultura, no quadro do programa de mitigação da seca.