Conforme os dados apresentados pelo INE, o comércio por grosso, a reparação de veículos automóveis e motociclos, e de alojamento e restauração são as secções que apresentaram contributos mais relevantes para a variação do índice agregado (3,9 e 2,4 pontos percentuais), em resultado de variações de 6,4% e 16%, respectivamente.

As restantes secções, apresentaram uma contribuição de -1,0 pontos percentuais para a variação do índice.

A mesma fonte avança que o índice de volume de negócios nos serviços registou uma diminuição trimestral de 2,5%.

Em relação ao índice do emprego, a tempo integral e total foram registadas variações homólogas de 0,9% e 1,6%, respectivamente, e às remunerações brutas situou-se em 3,5% em termos homólogos e aumentou 1,5% em termos trimestrais.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.