Este resultado, segundo o INE, situa-se ao nível do que o indicador vem apresentado desde o segundo trimestre de 2018, denotando uma estagnação desta taxa, à volta de 1,1%.

Os mesmos dados indicam que, em Julho de 2019, ou seja, no mês passado, o IPC total registou uma taxa de variação mensal de -0,1%, inferior em 0,7 pontos percentuais (p.p.) à verificada no mês anterior, apresentando um comportamento contrário ao observado no mês homólogo do ano anterior em que os preços diminuíram 0,1 p.p. face a Junho.

Já a variação acumulada do IPC manteve o mesmo valor do mês anterior, isto é, 1,2%, valor superior em 0,1 p.p. ao observado no mês homólogo, do ano anterior.  Enquanto isso, a taxa de variação homóloga do IPC total, em Julho de 2019, foi de 1,1%, diminuindo 0,4 p.p. em relação ao mês anterior.

Ainda segundo o INE, o indicador de inflação subjacente (IPC total excluindo energia e alimentares não transformados) apresentou uma variação de 1,0%, valor superior em 0,1 p.p. em relação ao mês anterior.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.