A administradora da Fundação Padre Ottavio Fasano, Maria da Graça, avançou a Inforpress que a parceria com a propriedade de Monte Losna visa a produção de vinhos, desenvolvimento do enoturismo e da fruticultura, e acredita ser “uma nova estrada” que está sendo desenhada para a “prosperidade da ilha do Fogo”.

Segundo a mesma fonte, padre Ottavio Fasano tem “um sonho de ver a ilha do Fogo próspera e com boas condições de vida”, sublinhando que o mesmo acredita que esse sonho passa pelo desenvolvimento do sector vinícola, razão pela qual construiu a adega de Monte Barro para ser uma adega social, servindo todos os produtores da ilha.

A assinatura da parceria com a propriedade de Monte Losna (Chã das Caldeiras) acontece nas instalações da adega de Monte Barro e vai ser testemunhada pelos presidentes das câmaras de São Filipe e de Santa Catarina do Fogo, municípios onde estão localizadas a adega e a propriedade de Monte Losna, respectivamente.

A administradora da Fundação indicou que existe possibilidade para alargar a parceria a outros produtores da região vitícola de Chã das Caldeiras, lembrando que a adega de Monte Barro foi pensada como uma adega social para servir os produtores da ilha.

JR/AA

Inforpress/Fim

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.