Em declarações à imprensa, a deputada do PAICV e membro da FNMPAI Paula Moeda explicou que o encontro acontece no âmbito das atividades do “Mês de Março, Mês da Mulher” e visa auscultar, debater e analisar o percurso feito e quais são os desafios e oportunidades para as mulheres que trabalham neste ramo.

Paula Moeda revelou que durante as visitas efetuadas, a FNMPAI constatou que grande parte dessas mulheres tem passado por constrangimentos e dificuldades, sobretudo aquelas que estão no sector do agenciamento, que se queixam da falta de informações sobre o futuro da TACV-Cabo Verde Airlines.

Para a deputada nacional, que considerou as mulheres cabo-verdianas de “lutadoras e fortes”, essas mulheres devem participar nas decisões da empresa, uma vez que 74 por cento (%) dos negócios da transportadora aérea nacional são feitos pelas agências de viagens.

“Nós as mulheres deputadas da nação estamos convictas dos desafios para empoderar as mulheres cabo-verdianas e estamos prontas para levar ao parlamento leis para retificação, adaptação ou criar novas leis”, assegurou, sublinhando que estão engajadas a trabalhar para levar ao parlamento a proposta de lei de paridade ciente de que é preciso ainda outras medidas em prol da mulher sobretudo no setor do trabalho.

Por outro lado, defendeu o empoderamento das mulheres que estão no setor informal no sentido de terem mais formação de como gerir o negócio, de micro crédito, mas também de alternativas e de ocupação de tempo livre para as crianças.

A anteceder o encontro, a Federação Nacional das Mulheres do PAICV visitou o espaço Art Ballery Café um projeto de artesanato liderado por mulheres.

Sob o lema “mulheres cabo-verdianas contribuem para a sustentabilidade do turismo nas ilhas”, a Federação Nacional das Mulheres do PAICV tem promovido uma série de atividades, entre as quais a conferência sobre “Paridade de género nos processos eleitorais e acesso aos cargos públicos” e visitou as mulheres do Sucupira, as agências de viagens, pensões, residenciais e hotéis liderados por mulheres.

Ao longo do “Mês de Março, mês da Mulher”, estão agendados vários eventos descentralizados em outras ilhas que deverão culminar com uma conferência internacional a ser realizada no dia 27 de março, Dia da Mulher Cabo-verdiana, na Cidade da Praia, e uma mesa redonda, no dia 28, em São Vicente.