A informação foi avançada por Jair Silva durante o encontro que o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, e o vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças, Olavo Correia, tiveram hoje, no Palácio do Governo, na Cidade da Praia, com os representantes dos bancos comerciais, o Banco de Cabo Verde e as seguradoras.

De entre as suas actividades, a SISP processa o pagamento dos cartões Visa e Mastercard dos turistas que visitam Cabo Verde e, com o encerramento das fronteiras, de início de Março a início de Abril, informou que a instituição financeira registou uma “redução significativa” na ordem dos 96% no volume de transacções.

Conforme explicou, a base diária de transacções era de 52 mil contos, mas passou para dois mil contos diários.

Durante este encontro com o Governo e com a banca, o director-geral do SISP assegurou que, mesmo em regime de teletrabalho, os trabalhadores da SISP vão garantir toda a continuidade dos serviços prestados e “sem sobressaltos”.

Para ajudar a sociedade a ultrapassar esta face provocada pela pandemia do novo coronavírus, Jair Silva avançou que a SISP implementou algumas medidas como eliminar a obrigatoriedade do pagamento de serviços mínimos durante o mês de Abril, ou seja, cerca de 4500 comerciantes não terão que pagar a facturação.

Adicionalmente, informou que a instituição financeira disponibilizou uma plataforma para que todos os comerciantes através de Vinti4 possam, em dois cliques, ter uma loja online para venda dos seus produtos.

“Significa que um pequeno comerciante que não tenha noções de programações e que não tenha uma equipa de desenvolvimento pode rapidamente criar uma loja online a partir dessa plataforma da SISP colocar os seus produtos a venda e, não obstante, estar fechado, pode continuar a exercer a sua actividades e sem custo”, explicou.

Ainda em concertação com os bancos, adiantou que estão a propor uma série de alternativas para garantir que os clientes não tenham que se deslocar aos bancos para efectuarem os pagamentos.

Neste sentido, a partir do mês de Maio a SISP vai disponibilizar aos detentores de cartão bancário a possibilidade de terem uma aplicação para  ‘smartphone’, que irá permitir utilizar os ATM ou os PUS (terminal de pagamento automático) a partir do seu aparelho.

Da mesma forma, avançou, vão passar a ter a partir do próximo mês comerciantes que poderão, através do seu  ‘smartphone’, começar a aceitar pagamentos.

Jair Silva sugeriu as bancas que em vez de estarem a emitir novos cartões Vinti4 para que as famílias possam ter acesso ao valor disponibilizado pelo Governo, que esses fundos possam ser transferidos directamente para o telemóvel dessas famílias.

“Nós propomos, neste período, e a título excepcional, que em vez de simplesmente emitir cartão que haja a transferência desse valor a partir do PUS do banco para o telemóvel das pessoas e com esse telemóvel a pessoa poderá levantar o dinheiro no ATM ou fazer pagamento”, sugeriu.

Depois de ouvir essas sugestões, o vice-primeiro-ministro e ministro das Fianças, Olavo Correia, considerou que este é o momento de se avançar para a formalização da economia, utilizado mobiles e outras formas de pagamentos digitais.

“Acho que a solução de fazermos o pagamento mobile pode ser uma solução interessante e depois poderemos ver com os bancos como operacionalizar isto antes de nós termos o cartão, até para facilitar todo o sistema de pagamento que queremos fazer”, assentiu.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.