O presidente do conselho de administração da Empresa Intermunicipal de Águas (Aguabrava), Rui Évora, sublinhou que a importância desta passagem de gestão é sobretudo para a população das comunidades de Lomba Tantum e de Palhal.

Conforme acentuou, a Águabrava é uma operadora vocacionada para a gestão de sistemas de produção, adução e distribuição da água e é essa a responsabilidade que vão assumir a partir de hoje com a assinatura do termo de entrega.

“A Águabrava tudo irá fazer no sentido de garantir a melhoria progressiva e substancial das condições do fornecimento de água a estas duas comunidades, quer em termos de quantidade quer em termos de qualidade”, garantiu o administrador.

O administrador explicou que para garantir esta prestação de qualidade haverá uma equipa no terreno a fazer a recolha de todos os elementos, para que os utentes deste sistema possam celebrar o contrato de fornecimento de água com a empresa.

Rui Évora elencou alguns elementos como a recolha dos dados dos clientes mas também a componente técnica do sistema, o estado de conservação dos reservatórios, as instalações da estação elevatória para que possam ter elementos que lhes orientem em intervenções a serem realizadas de imediato.

No quadro das intervenções, especificou que já identificaram alguns, como a reabilitação dos reservatórios, dos colectores de distribuição e a automação da estação elevatória.

Por seu turno, o ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva, considerou que este protocolo é importante e em cumprimento da lei já que, conforme explicou o governante, “de acordo com o regime de Serviços de Água e Saneamento aprovado pelo Governo, as entidades tutelares do serviço de distribuição de água são os municípios”.

Gilberto Silva relembrou que os municípios do Fogo e da Brava uniram-se e criaram a empresa intermunicipal Águabrava que é uma empresa que detém esta responsabilidade, em nome destes municípios, garantindo aos cidadãos, água de qualidade e com regularidade.

Contudo, esta localidade não estava incluída dentro do leque de serviços fornecidos pela Águabrava e o MAA assumiu esta responsabilidade que foi hoje repassada à empresa.

Com isso, a Águabrava “pode alargar a cobertura à totalidade da ilha o que faz, de longe, com melhor qualidade e competência legal nesta matéria”, concluiu o ministro.

MC/HF

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.