Cabo Verde, segundo informações avançadas à Inforpress pela Federação Cabo-verdiana de Xadrez, volta a entrar em cena esta tarde, às 16:00, para defrontar Saint Luzia, para às 17:00 mediar as forças com Granada, de modo que às 18:00 encerra a sua campanha em partida contra a sua similar do Chipre, os actuais líderes deste grupo desta divisão base.

Nos seis jogos já realizados, Cabo Verde iniciou a sua participação nestas olimpíadas, promovidas pela Federação Internacional de Xadrez no sábado, com vitória sobre Ilhas Caimão e derrota para Mauritânia, para no domingo levar de vencida Antígua e Barbuda, mas foi derrotado pelos conjuntos de Líbia e Haiti.

Cabo Verde ocupa actualmente a sétima posição do Grupo C, com os mesmos 18,5 pontos que Saint Luzia, estando ultrapassado pelas equipas de Chipre (30,5), da Aruba, do Haiti, da Líbia e Mauritânia, mas está à frente das Ilhas Caimão (10,5), Antígua e Barbudas e Grenada.

A competição decorre na plataforma da chess.com e em cada partida os jogadores dispõem de 15 minutos com cinco segundos de acréscimo por lance (15’+5’’). Os quatro primeiros classificados do grupo passarão à fase seguinte, ou seja, sobem à divisão quatro.

Com este acumular de resultados, Cabo Verde falhou o primeiro objectivo de ficar entre os quatro primeiros classificados para garantir a subida de divisão e passagem à fase seguinte, pelo que, doravante, aponta as baterias para outros desafios possíveis de alcançar, como o de conseguir ter o melhor primeiro tabuleiro.

Liderado pelo seleccionador e jogador Mariano Ortega, o combinado cabo-verdiano está a ser apresentado nesta olimpíadas por uma equipa composta ainda por José Carlos Vaz, Celia Rodriguez Guevara, Jussara Katlene, Iliano Silva, Loedi Gomes, Iura Miranda, Sidney Spinola, Laura Almeida, Carolina Carapinha, Jason Victor Cruz e Divania Spinola.

SR/JMV

Inforpress/Fim

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.