Américo Soares contou à Inforpress que os contactos surgiram ano passado quando a organização o questionou sobre a possibilidade de o seu restaurante ser um dos patrocinadores da 1ª edição dos Jogos Africanos de Praia.

“Logicamente que, para um evento do género, é um orgulho e um prazer fazer parte da lista de parceiros/patrocinadores”, lançou, tendo “ de imediato” anuído à ideia, e, até, encerrar o seu restaurante na cidade de Santa Maria e “transferir-se” para a praia.

“Não é uma tarefa fácil, mas apenas uma questão de organização, isto porque quero e desejo fazer bem feito e com qualidade, daí não poder estar concentrado em dois lugares”, justificou.

O restaurante improvisado numa tenda em plena praia de Santa Maria ocupa 900 metros quadrados, com uma parte com soalho, e funciona para almoço, das 12:00 as 15:30, e durante dia com snack diversos, tipo pizzas, focados, sandes, bifanas, carne assada no pão e refrigerantes, também para venda ao público.

A cada dia o menu apresenta três pratos para o almoço, um de peixe e dois de carnes, mas Américo Soares tem também ao seu serviço um cozinheiro senegalês.

“Trouxemos um cozinheiro senegalês porque tratando-se de jogos africanos é bom que tenhamos outros pratos para além dos de Cabo Verde”, lançou, sem esquecer, anotou, que há outros hábitos alimentares no continente, sobretudo por parte dos muçulmanos.

Para além do staff da organização dos jogos, o restaurante fornece refeições aos elementos da empresa de segurança do parque de jogos, limpeza da praia, Polícia Nacional e militares, entre outros, em serviço no local, ao longo dos dez dias.

O pessoal afectado ao serviço não ultrapassa 20 pessoas, as refeições são confeccionadas na cozinha do seu restaurante de Santa Maria e trazidas para praia, uma vez que não havia condições para montar uma cozinha na tenda.

O homem que abriu o seu primeiro restaurante em 1986, em Santa Maria, considerou ainda que este é mais um desafio e “uma oportunidade de aprendizagem”, até porque, sintetizou, é a primeira vez que está a servir para este número de pessoas.

“Pelos vistos as pessoas estão satisfeitas e eu também, em primeiro lugar por a minha ilha estar a receber este evento grandioso, pela primeira vez na história de Cabo Verde, o que traz orgulho e merece um aplauso de todos”, concluiu Américo Soares, que se gaba de ter uma casa “reconhecida e premiada” e com estatuto de autoridade turística na cidade de Santa Maria.

A 1ª edição dos Jogos Africanos de Praia entra hoje no quarto dia de competições, é realizada sob a égide da Associação de Comité Olímpicos Nacionais Africanos (ACNOA) e contemplam 11 modalidades ligadas ao mar, nomeadamente atletismo, basquetebol 3×3, andebol de praia, ténis de praia, futebol de praia, remo no mar, futebol freestyle, karaté kata, kitesurf, e natação em águas abertas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.