O presidente da CAA, Mansourou Aremou, deu esta garantia durante a cerimónia de assinatura de um protocolo de cooperação com a direcção da Federação Cabo-verdiana de Andebol (FCA), realizada sábado, 15, num dos hotéis de Santa Maria, apadrinhada pelo director-geral dos Desportos, Anildo Santos, e pelo vice-presidente da Confederação Africana de Andebol  (CAHB), Pedro Godinho.

Num acto que também contou com a presença de alguns atletas da selecção feminina de andebol, Mansourou Aremou manifestou “grande honra” ao assinar o protocolo para os Jogos da Taça dos Clubes Campeões Africanos, na Cidade da Praia e aproveitou o momento para felicitar o Governo e o Comité Olímpico Cabo-verdiano (COC) pelo “sucesso que já se assiste” nos I Jogos Africanos de Praia.

O responsável disse que apesar de “um ou outro problema inerente a todos os grandes eventos”, os Jogos Africanos de Praia tem sido marcados pela “organização e hospitalidade” do povo cabo-verdiano.

“Isto para mim é um grande sinal muito positivo do que vai ser a nossa festa em Outubro, porque todas as delegações estão sediadas em boas condições”, declarou, tendo “rogado a Deus para abençoar esta competição para que venha a ser um sucesso total”.

Por sua vez, o director-geral dos Desportos considerou que as “palavras encorajadoras” do presidente da CAHB simbolizam um gesto de “orgulho e de satisfação”, ressalvando que a festa “muito bonita” de abertura da 1ª edição dos Jogos Africanos de Praia serviu para se ter uma imagem da morabeza de Cabo Verde, enquanto país “portador de uma cultura forte” mas também “do desporto”.

Sublinhou que tanto a FCA como o Governo, assim como os amantes do desporto, particularmente do andebol, “tudo farão” para que, em Outubro, Cabo Verde consiga realizar “mais uma grande competição”.

Assegurou que “todas as condições serão criadas” para corresponder à confiança da CAHB na organização dos próximos eventos internacionais.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.