O jogo Cabo Verde – Argélia principia às 16:15, e Ludmila avançou à Inforpress que tanto ela como a colega de dupla Janice Varela estão prontas para o desafio, ainda que desejassem “mais tempo” de preparação, até porque Cabo Verde joga em casa.

“Temos que lembrar que estamos mais habituadas ao voleibol indoor, vamos fazer uma adaptação para praia, mas mesmo assim considero que fizemos um bom trabalho de preparação”, concretizou a mesma fonte, que promete o máximo, lutar pelas medalhas e, “de preferência”, salientou, começar com uma vitória no primeiro jogo.

O treinador Augusto Sabatini, por seu lado, avisou que a prova nos dois escalões tem um nível “bem alto”, com selecções de “alto rendimento”, e que, na preparação, por em Cabo Verde dominar o voleibol indoor, deu primazia à parte técnica.

“O voleibol de praia é um desporto diferente, que envolve muito mais técnica, o espaço é maior, é preciso mais movimentação na quadra, mas fizemos um bom trabalho”, precisou Sabatini que, mesmo assim, disse acreditar que as duas duplas vão dar muita luta aos adversários, mas “correndo por fora”.

“Cada jogo é uma final, vamos pouco a pouco, com muita humildade”, sintetizou.

Janice Varela/Ludmila Varela formam a dupla feminina e Júnior Correia/Kelton Correia a masculina que, por seu lado, só entra em competição esta quinta-feira, às 14:45, tendo como adversário uma dupla do Sudão.

A prova feminina junta 17 duplas de igual número de países, ao passo que a masculina terá 18 selecções.

A 1ª edição dos Jogos Africanos de Praia entra hoje no sexto dia de competições, é realizada sob a égide da Associação de Comité Olímpicos Nacionais Africanos (ACNOA) e contemplam 11 modalidades ligadas ao mar, nomeadamente atletismo, basquetebol 3×3, andebol de praia, ténis de praia, futebol de praia, remo no mar, futebol freestyle, karaté kata, kitesurf, e natação em águas abertas.

Cabo Verde já conquistou oito medalhas, sendo uma de ouro, duas de prata e cinco de bronze.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.