A EFAT decidiu pelo cancelamento, inicialmente até final do mês em curso, altura em que prometeu fazer uma nova avaliação da evolução desta pandemia em Cabo Verde e no contexto mundial.

A direcção desta escola de formação tomou esta decisão numa altura em que o país ainda não tinha registado qualquer caso positivo de Covid-19.

Na ocasião chamou a atenção dos pais e encarregados de educação para se terem em conta as medidas anunciadas pelo Governo, alegando que “não se pode esperar pelo pior cenário para agir”.

“Somos todos responsáveis pelo combate desta enfermidade. Mais vale prevenir do remediar”, refere a nota da EFAT enviada à Inforpress, e que se enquadra no rol das medidas tomadas pelas federações e associações desportivas após proposta do ministro do Desporto, Fernando Elísio Freire, de suspender todas as actividades.

De momento todos os espaços desportivos, como estádios, campos, pavilhões e placas desportivas do país estão encerrados, de forma a evitar aglomeração de pessoas, como medida de prevenção no combate a pandemia do novo coronavírus.

Cabo Verde conta neste momento com três casos positivos de Covid-19, testados a turistas estrangeiros, dos quais dois provenientes da Inglaterra e um da Holanda, residentes em duas unidades hoteleiras na Boa Vista, o que levou o Governo a colocar a ilha em quarentena até 04 de abril.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.