Pretende-se com encontro, “criar um ambiente de reflexão, discussão, consensos e compromissos sobre as principais questões relacionadas com o desenvolvimento do desporto em Cabo Verde”.

Com o debate, a organização almeja, igualmente, recolher subsídios e elaborar a estratégia de desenvolvimento do desporto no horizonte 2030 e parte da estratégia de desenvolvimento do capital humano no horizonte 2023.

Com a abertura a cargo do ministro do Desporto, Fernando Elísio Freire e encerramento sob responsabilidade do presidente do Instituto do Desporto e da Juventude, Frederic Mbassa, o fórum vai debater as temáticas “Diagnóstico do desporto cabo-verdiano/ formação e qualificação de alto valor desportivo”, a “Formalização do desporto nos diferentes subsistemas do desporto”.

“Mobilização de recursos e financiamento ao desporto”, “Desporto e as universidades/ investigação”, “Cultura de planeamento estratégico no desporto” e “Comunicação social desportiva”, bem como “Medicina desportiva, antidoping, ética no desporto e o impacto no futuro do desporto cabo-verdiano” completam os painéis a serem discutidos.

De acordo com informações avançadas pelo Ministério do Desporto, serão oradores do fórum o agora assessor do ministro do Desporto, Anildo Santos, o vogal executivo do Desporto, do Instituto do Desporto e da Juventude, Graciano Sena, a presidente do Comité Olímpico Cabo-verdiano, Filomena Fortes, o vice-reitor da Única, Virgílio Alves, o consultor Júlio Delgado.

Cardoso da Silva da Sports Mídia e, o presidente da ONAD-CV, Emanuel Passos, integram, igualmente, o leque dos oradores, já que vão dar corpo ao painel “Comunicação social desportiva”, que terá como moderadora Maria do Rosário Rodrigues no  Plano da ética no desporto/ CPLP ao qual se segue um debate/discussão e sessão de perguntas e esclarecimentos.

A Agenda 2030 e os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) oferecem uma oportunidade para Cabo Verde adoptar um caminho transformador que leva ao desenvolvimento sustentável”.

De acordo com a nota governamental, “Cabo Verde tem investido recursos e fortalecendo parcerias com as Nações Unidas em Cabo Verde e instituições do desporto (Federações desportivas e comités olímpico e paralímpico) no sentido de associar os objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS) às várias modalidades desportivas”.

Sublinha a nota que “nos próximos 10 anos, o Governo deve continuar a apostar num Desporto, com foco nos principais instrumentos de promoção, nomeadamente, nos domínios da legislação, formação, mecanismos de financiamento e infraestruturação desportiva.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.