Em conversa com a Inforpress, o presidente eleito, Abel Mendonça, depois de dois anos à frente de uma comissão de gestão, revelou que este mandato se assenta em três pilares, nomeadamente o saneamento financeiro, a internacionalização e na aposta em criar uma equipa competitiva que luta” até ao fim” para o título.

Abel Mendonça informou que a nova direcção, para além de resgatar a cooperação com os clubes nacionais como Santa Maria (Sal), Vulcânico (Fogo) e Mindelense (São Vicente), vai assinar protocolos com as “equipas vermelhas” de Portugal e criar pontos focais na diáspora para angariação de fundos.

No que concerne ao futebol, prometeu a “mudança do paradigma” de que os Travadores participam lutando para não descer de divisão, garantindo, “a partir desta época”, formar uma equipa para ganhar o campeonato regional, a Taça Praia e o campeonato nacional.

Sobre isso adiantou que as últimas contratações do clube são frutos das receitas de renda da sede, dos amigos dos Travadores e de um “grande colaborador”, residente nos Estados Unidos da América, natural de Achada Santo António, que está a apoiar “imensamente”.

O resgate da mística e o regresso “até o fim do campeonato”, dos “índios”, nome por que é conhecido os adeptos do clube, ao Estádio da Várzea é outro objectivo dessa nova direcção que, segundo Abel Mendonça, vai trabalhar para a criação da imagem e da marca dos Travadores, acompanhado sempre de uma forte “moldura humana”.

Instado a fazer o balanço da comissão de gestão, o novo presidente da equipa encarnada da Capital, classificou de “positivo”, uma vez que encontrou o clube numa situação muito “difícil”, principalmente no primeiro ano.

“Começamos do zero, sem equipamento, sem patrocínio e sem equipa de futebol, apanhando sobras de outras equipas conseguimos manter na primeira divisão e no ano passado aumentamos mais um degrau, estivemos cinco jornadas no primeiro lugar do campeonato e para o ano prometemos atingir o topo”, rematou Abel Mendonça.

Referenciado como um dos clubes mais populares do país, a equipa dos Travadores tem estado nos últimos anos arredada dos títulos regionais e nacionais, mas, ao que apurou a Inforpress, o clube prepara-se para “atacar o campeonato” da próxima temporada, tendo em conta a qualidade dos investidores interessados na elevação do plantel encarnado.

Na última temporada, as Águias da Capital realizaram o campeonato na luta pelos lugares cimeiros, mas claudicou na segunda volta, tendo, entretanto, terminado a prova no quinto lugar, num universo de 12 concorrentes, suplantado apenas pelo Celtic, Académica da Praia, Sporting da Praia e Boavista.

O Clube Desportivo Travadores foi fundado a 15 de Outubro de 1930 e conta no seu palmarés, quatro títulos nacionais (1972, 1974, 1994, 1996), oito campeonato de Santiago e um de Santiago Sul.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.