O treinador demonstrou satisfação com a vitória, que, segundo o mesmo, após um trabalho “de esforço enorme feito com os atletas, eles merecem”.

Até porque, segundo o mesmo, foi um grupo e uma equipa que trabalhou “com uma cabeça só” e unida.

O Sporting tem jogos da Taça da Brava para, mas o treinador explicou que “o foco principal” está no campeonato e Cabo Verde.

Neste momento, ajuntou, tenciona fazer alguns reajustes para colmatar a falta de alguns futebolistas, que considerou penalizados pela arbitragem no jogo Morabeza – Sporting.

“Tivemos que reajustar várias situações de jogo, porque no início da segunda parte ficamos com dez jogadores, depois ficamos com nove, mas a arbitragem deixou muito a desejar”, declarou Loko.

Segundo o mesmo, trata-se de um árbitro nacional, que representa a ilha, e que deve, por isso, ajuntou, trabalhar sem ver para as equipas e nem a cor dos equipamentos.

Entretanto, a “penalização” dos seus futebolistas não vai “limitar” a participação da equipa no nacional, declarou Loko, porque a equipa vai trabalhar no dia-a-dia, com a reorganização da equipa e analisar a situação dos jogadores, continuar “com o mesmo esforço de sempre”, com o intuito de “ver a Brava sempre em frente”.

O mesmo apela para o envolvimento de todos os bravenses porque a equipa representará a ilha Brava.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.