O presidente da Associação Regional de Ciclismo da Boa Vista (ARCBV), Ramiro Rodrigues, em declarações à Inforpress, disse que para garantir a presença de maior número de participantes, se decidiu antecipar para domingo, a actividade que se enquadra nas festividades de 13 de Janeiro, de modo a dar espaço para se aproveitar o feriado noutras actividades.

Segundo o mesmo, o plano é juntamente com os parceiros contribuir para que as pessoas exercitem o físico, promover o ciclismo através de um programa “diferente” com a família, sendo que, explicou, “a pedalada é uma modalidade controlada, denominada ciclismo para todos”.

O dirigente avançou que se vai aproveitar a oportunidade para entregar certificados para reconhecer o contributo e agradecer empresas e entidades que durante os 10 anos prima para o “sucesso” das pedaladas organizadas pela associação.

Entre outras, Ramiro Rodrigues referia-se à Protecção Civil, Bombeiros, Polícia Nacional e CVTelecom, que frisou através de simples gestos, figuram suas contribuições em ajudar deste modo no desenvolvimento do ciclismo, do desporto e na saúde na ilha da Boa Vista.

“Esta pedalada vai envolver todos que quiserem participar, inclusive os turistas que costumam nos honrar com as suas presenças, além de nos incentivar através de mensagens online”, disse Ramiro, que lamenta não conseguir realizar este tipo de actividade sempre.

Pois, explicou que é um evento exigente, que tem que ser “bem planificado”, sobretudo no que diz respeito à segurança do público e dos ciclistas.

Enumerou também a falta de bicicletas como outro entrave para muitas pessoas que queiram participar nos eventos desta modalidade.

Para ultrapassar este impasse, adiantou que vem apostado na sensibilização de comerciantes para fazer promoção das vendas de bicicletas, ou mesmo aluguer.

Isto para, segundo o mesmo, fazer com que se tenha o máximo de pessoas possíveis para o desporto-convívio.

A “Pedalada da Liberdade” terá arranque às 15:30 em frente à loja da CVTelecom, com percurso até a localidade de Rabil e regresso à cidade de Sal Rei, onde haverá passagens pelo bairro de Boa Esperança, contorno pela Igreja Santa Isabel, e câmara municipal. O percurso, de 16 quilómetros, termina em frente à mesma loja de telecomunicações.

“São todos bem-vindos desde que controlam uma bicicleta, são bem-vindos independentemente da idade. Participem e tragam a família e os amigos”, convidou o presidente da associação que garantiu ofertas entre outros brindes, sorteio de um tablet oferecido pela CVTelecom aos participantes.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.