De acordo com o secretário técnico da Federação Cabo-verdiana de Atletismo, Alfa Djaló, o atleta residente Joaquim Fortes, bravense radicado na cidade da Praia, deixou esta terça-feira a capital do país, na companhia do treinador para se juntar a Sandra Teixeira, atleta moradora em Portugal.

Ao que apurou a Inforpress, a organização da 37ª Maratona Internacional de Macau conta receber este ano 12 mil participantes, repartidos pelas três corridas inscritas no programa: 1.600 na maratona, 4.600 na meia maratona e 5.800 na mini-maratona.

De acordo com o Instituto do Desporto do Território, a Maratona Internacional de Macau continua a merecer a atenção dos corredores de longa distância de todo o mundo, pelo que os percursos vão continuar a realizar-se entre a península de Macau e a ilha da Taipa.

A Maratona Internacional de Macau é uma prova reconhecida pela Federação Internacional de Atletismo (IAAF) e conta anualmente com o concurso de alguns dos melhores atletas do mundo, sobretudo representantes do Quénia e da Etiópia, países que tradicionalmente dominam as provas de resistência.

O evento é organizado conjuntamente pelo Instituto do Desporto do Governo da Região Administrativa Especial de Macau e pela Associação de Atletismo de Macau, China.

SR/ZS