Num jogo em que os primeiros minutos foram marcados por uma disputa equilibrada, os adversários dos militares das Praia conseguiram tomar pulso e se distanciar no marcador.

Ao intervalo, os camaronenses já ganhavam por 18 a 06. O desportivo não baixou os braços, correndo atrás do prejuízo, mas as falhas no ataque e as fragilidades na defesa não ajudaram a turma da capital cabo-verdiana.

Em declarações à Inforpress, o treinador do Desportivo da Praia afirmou que a sua equipa deu “o seu máximo”, mas que, mesmo assim, cometeu “muitos erros” e falhou “muitos golos”.

“Penso ser por causa da ansiedade e do cansaço dos jogadores. Foi o nosso terceiro jogo consecutivo, enquanto os adversários estavam a jogar a sua primeira partida. Agora é descansar e preparar para o jogo de terça-feira”, completou.

Ainda no mesmo grupo, Widad Smara (Marrocos) perdeu com Etoile (RD Congo) por 21 a 25.

Já as equipas cabo-verdianas ainda não conseguiram vencer na liga dos campeões africanos em andebol, concluído o terceiro dia de competição. É que o Atlético do Mindelo também perdeu com o JSK (Congo) por 33 a 28, numa partida a contar para o grupo A, disputada no Pavilhão Desportivo do Bairro Craveiro Lopes, cidade da Praia.

No mesmo grupo, o Inter (Angola) venceu o Red Star (Costa do Marfim) por 32 a 17,

No feminino, as damas do Heritage (RD Congo) venceram as adversárias do Bandama (Costa do Marfim) por 29 a 27 e o Primero (Angola) venceu o FAP (Camarões) por 36 contra 14. As duas partidas contaram para o grupo A.

O torneio, a realizar-se de 04 a 14 de Outubro, conta com a participação de 19 equipas, 10 masculinas e nove femininas e está a ser disputado no Pavilhão Desportivo Vavá Duarte e no polivalente do Bairro Craveiro Lopes.

As equipas do Atlético, masculina e feminina, de São Vicente, participam como campeãs de Cabo Verde, enquanto o Desportivo da Praia (masculino) na qualidade de vice-campeão nacional.

Cabo Verde foi escolhido em 2018 para acolher este 41º Campeonato Africano de Clubes Campeões de Andebol, depois de uma visita do vice-presidente da CAHB, que concluiu positivamente sobre as condições do país para acolher o evento.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.