O tiroteio, a partir de um automóvel e cujas causas se desconhecem, começou na manhã de hoje e decorreu em vários locais da cidade, tendo provocado pelo menos seis feridos, avançou a imprensa.

O presidente da câmara confirmou depois que seis pessoas ficaram feridas, uma em estado grave. Romano Carancini disse que as vítimas são cinco homens e uma mulher, todos de raça negra.

Na sua página na rede social Twitter a polícia informou que o suposto autor foi detido. A polícia já tinha usado o mesmo meio para pedir às pessoas para permanecerem em casa.

O diário “La Reppublica” informou que o agressor tentou fugir dos agentes e que foi finalmente detido junto do monumento às vítimas da Guerra Mundial quando fazia a saudação nazi.

A imprensa disse que os alvos do atirador eram pessoas de raça negra.

As autoridades estão a investigar as causas do tiroteio, que aconteceu perto do mesmo lugar onde recentemente foi encontrado o cadáver da jovem Pamela Mastropietro, desmembrado e metido em malas.

O crime chocou o país e como suspeito foi detido um nigeriano candidato a asilo de 29 anos, identificado como Innocen Oseghale, supostamente traficante de drogas.

A polícia ainda não fez qualquer relação entre este crime e o tiroteio de hoje.