O balanço anterior das autoridades indianas apontava para 19 mortos, a maior parte no distrito de Idukki.

Muitas áreas ficaram submersas com a abertura da barragem Idamalayar, cuja albufeira estava com excesso de água.

O distrito de Wayanad ficou sem acesso a outras regiões devido aos deslizamentos de terra, tendo o Governo indiano pedido ajuda às forças armadas para restaurar a rede viária.

Em julho, as fortes chuvas que atingiram o estado indiano de Uttar Pradesh, no norte, causaram 150 mortos, 120 feridos e afetaram milhares de pessoas e casas, de acordo com as autoridades.

Os desastres meteorológicos são comuns no sul da Ásia na época mais intensa das monções, entre julho e agosto, quando muitas vezes deixam centenas de mortos e milhões afetados na região.

Em agosto passado, cerca de 700 pessoas morreram no norte da Índia devido a incidentes relacionados com as fortes chuvas, sendo mais afetados os estados de Bihar e Uttar Pradesh.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.