A mulher, de 75 anos, foi detida na quarta-feira em flagrante delito na localidade de Pensamento, por suspeita de tráfico de estupefacientes e no seguimento de um mandado de busca e apreensão, levado a cabo pela Seção Central de Investigação de Tráfico de Estupefacientes (SCITE) da PJ.

Junto a algumas plantações de banana, mandioca e cana, a suspeita tinha “seis pés de uma planta suspeita que, depois de submetidos à exame laboratorial, confirmaram tratar-se de canábis”, segundo um comunicado da PJ.

Os pés de canábis pesavam mais de três quilogramas: 3.055 gramas.

A septuagenária foi presente ao tribunal ainda na quarta-feira, tendo-lhe sido aplicado termo de identidade e residência (TIR).

A mesma força de segurança indicou que o Núcleo de Prevenção e Investigação Criminal da Boa Vista da PJ deteve na segunda-feira e em flagrante delito no bairro da Boa Esperança três homens suspeitos da prática de tráfico de droga.

Os detidos – com 27, 35 e 37 anos e naturais da ilha de Santiago – tinham na sua posse “uma certa quantidade de cocaína e canábis, além de dinheiro em escudos cabo-verdianos, telemóveis e uma bicicleta”, os quais foram apreendidos.

Os detidos foram presentes na tarde de terça-feira ao tribunal da comarca da Boa Vista, tendo sido aplicada prisão preventiva ao principal suspeito, interdição de saída a um outro e TIR ao outro envolvido.