Maria Santos Trigueiros, presidente da concelhia do Movimento para a Democracia (MpD, no poder) na ilha de São Vicente, na sua primeira conferência de imprensa após a posse a 23 de Setembro do ano passado, veio hoje apontar que a medida volta a trazer “novas oportunidades” de crescimento e desenvolvimento à São Vicente.

“São Vicente volta a ver no mar a possibilidades de crescimento e desenvolvimento, sendo certo que o mar sempre constituiu e constituirá a maior fonte de riqueza e de esperança do povo da ilha”, reforçou a mesma fonte, que, por isso, manifestou “estranheza e repúdio” por aquilo que considerou de “estratégia de absoluta demagogia” adoptada por determinadas pessoas e partidos, que, no entanto, não nomeou.

Ademais, para a responsável, quem ama e quer o bem de São Vicente defende a ilha e “não os seus interesses pessoais, políticos ou partidários”, pois em causa, ajuntou, “deve estar sempre” a “real defesa” dos interesses dos cidadãos e do país, pois, sintetizou, “a bandeira é Cabo Verde”.

Maria Santos Trigueiros aproveitou a ocasião para “exprimir satisfação” pelo “conjunto de obras e projectos concretos” previstos para São Vicente, os quais virão traduzir-se num “salto qualitativo e quantitativo” que a ilha “tanto tem clamado” nos últimos anos.

Neste item nomeou , entre outras, a criação da Zona Economia Especial de Economia Marítima, o terminal de cruzeiros, a asfaltagem da estrada cidade-Baía das Gatas e a requalificação da estância balnear e da cidade do Mindelo, a requalificação do Centro Nacional de Artesanato e Design (CNAD), do Estádio Adérito Sena e da Laginha e a construção de projectos hoteleiros privados, como projectos destinados a “alavancar a economia” da ilha.

A presidente Comissão Política Concelhia do MpD em São Vicente aproveitou ainda para saudar os simpatizantes e amigos do seu partido nesta “semana especial” (13 de Janeiro a 20 de Janeiro), que se quer de “muita reflexão, ponderação e valorização” dos “ganhos inequívocos” desde a Independência Nacional a esta parte, entre os quais, sintetizou, se destacam a liberdade e a democracia como “a maior conquista” dos cabo-verdianos no Cabo Verde independente.

“O MpD-São Vicente reafirma a sua disponibilidade e o firme propósito em trabalhar ao lado da população da ilha e em articulação com o Governo e o poder local na procura das melhores soluções para os problemas e anseios da população sanvicentina”, concluiu Maria dos Santos Trigueiros.