Em declarações à Inforpress, informou que o município foi contemplado com dez mil contos, que vão ser alocados conforme as necessidades da autarquia, a ser definido depois de um encontro com os vereadores.

No entanto avançou que as áreas prioritárias vão ser o ambiente, indústrias criativas e desenvolvimento local, entre outras áreas, que, segundo o edil, estão dentro do Plano Estratégico de Desenvolvimento Sustentável (PEDS) do município, que ainda não está concluído.

O Fundo de Descentralização disponibilizará um total de 2.800.000 euros para financiar projectos a associações e câmaras municipais, 2.300.000 euros divididos para todos os 22 municípios do pais.

De acordo com o Governo, o programa procura financiar projectos identificados e priorizados conjuntamente pelas câmaras e associações locais, e que se encontram nos Planos Estratégicos Municipais de Desenvolvimento Sustentável (PEMDS) já aprovados.

Os projectos terão uma duração de 12 a 18 meses e um prazo de implementação até 31 de Julho de 2022.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.