Com base na leitura dos editais feita pelos seus observadores, a mesma fonte indica que o candidato da Renamo, Ossufo Momade, terá 21 por cento, enquanto Daviz Simango, do MDM, deve conseguir 5,8 por cento dos votos.

Não há resultados sobre o candidato do Amusi, Mário Albino.

A abstenção terá rondado os 50 por cento.

Processo eleitoral registou “incidências graves”

Por outro lado, a  Plataforma de Transparência Eleitoral, uma iniciativa do Instituto para Promoção da Democracia Sustentável em África (EISA), revelou ter ocorrido ocorrências que considerou “graves”, um pouco por todo o país, nas eleições de ontem.

“Registramos casos de intimidação de observadores, com principal incidência no momento da contagem e apuramento, em todo país”, informou Dom Carlos Matsinhe, ao apresentar o relatório nesta quarta-feira, 16.

“Em Nampula, Mutava Rex, muitos apresentaram-se embriagados”, enquanto “em Mocímboa da Praia, Cabo Delgado, um delegado da Renamo foi espancado pela polícia”,

Em Angoche, um delegado da Renamo suspeitou uma mulher de portar boletins de voto da Frelimo e, incomodada, a mulher convidou seus filhos para espancar o delegado, de acordo com a plataforma que citou ter havido intervenção da polícia no caso.

Entre outras irregularidades, a organização citou “eleitores com boletins de votos preenchidos pelo partido Frelimo, eleitores que foram vistos a votar em mais de uma mesa e enchimento de urnas, em diversos pontos do país”.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.