A transformação dos produtos, com vista a conquistarem os mercados turísticos nacionais, constitui a “forte aposta” dos produtores agrícolas no Porto Novo, em Santo Antão, concelho que tem recebido, nos últimos tempos, “importantes investimentos” na agricultura.

Para as associações de agricultores portonovenses, “com tanta produção agrícola” no concelho, como resultado dos “fortes investimentos” feitos na mobilização de água, e tendo em conta as dificuldades de mercado, a “alternativa” é enveredar-se para a vertente transformação.

De entre esses investimentos, se destacam o ordenamento da bacia hidrográfica de Alto Mira, a construção da barragem sub-terrânea de Chã de Branquinho, o equipamento do furo da Ribeira da Cruz, com painel solar, e o projecto de adução de água para rega (execução e equipamento, com painel solar, de quatro furos), intervenções que, segundo os agricultores, começam a ter “grande impacto” na produção agrícola, neste concelho.

Dadas às dificuldades de mercado, os produtores agrícolas portonovenses decidiram apostar na transformação dos produtos, como forma de agregar valores a esses mesmos produtos mas, sobretudo, com o propósito de conquistar os mercados turísticos nacionais.

Em Ribeira da Cruz, a Associação dos Agricultores locais confirmou à Inforpress que está a trabalhar na montagem de uma unidade de transformação dos produtos locais, que incidirá ainda no engarrafamento do grogue.

Para o presidente da Associação dos Agricultores da Ribeira da Cruz, Vanderley Rocha, essa associação está a apostar num projeto que, além do engarrafamento e comercialização do grogue, visa ainda a transformação dos produtores agrícolas, agregando valores aos excedentes.

“Vamos, em parceria com a Câmara Municipal do Porto Novo e de outras instituições, apostar na transformação dos produtos agrícolas e no engarrafamento do nosso grogue”, avançou o presidente da Associação dos Agricultores da Ribeira da Cruz, Vanderley Lima, que acredita como sendo possível a conquista dos mercados turísticos da Boa Vista e do Sal.

Em Ribeira dos Bodes, as famílias que praticam a agricultura nessa localidade,vão, também, apostar na transformação dos produtos agrícolas, com o apoio da associação de desenvolvimento desse vale.

O presidente da Associação de Desenvolvimento da Ribeira dos Bodes, Jailson Monteiro, garantiu à Inforpress que está-se a conceber um projeto que permitirá a essas famílias transformarem os seus produtos e exportá-los “para outras ilhas de Cabo Verde”.

Agricultores de outros vales agrícolas, no concelho do Porto Novo, como Alto Mira e Tarrafal de Monte Trigo, estão, igualmente, a investir na transformação dos produtos agrícolas.

Conforme a Associação dos Agricultores de Alto Mira, com os investimentos levados a cabo, nos últimos anos, pelo Governo na mobilização de água nesse vale agrícola, tem havido “muita produção”, mas há dificuldades de mercado, pelo que “a alternativa é apostar, também, na transformação” dos excedentes.

Inforpress

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.