Segundo António Lopes da Silva, trata-se de um projecto que foi ganho através de uma parceria com a cidade de Madrid no quadro da cooperação descentralizada que foca precisamente o ambiente o saneamento e a governação.

“É um projecto que ganhámos há bem pouco tempo. Aliás, Madrid ganhou e o investimento é na Praia. Eles apresentaram o projecto com a Praia e com Águas de Santiago (ADS) que vai ligar água e esgoto nos bairros mais complicados que tem na cidade da Praia”, anunciou o vereador.

Para este responsável trata-se de um projecto “muito importante” para a Cidade da Praia, que está a crescer a “um ritmo muito grande” e, em contrapartida, apenas 40 por cento (%) das casas estão ligadas à rede de esgoto, o que, a seu ver, “é extremamente mau”.

“É necessário, de facto, nós aumentarmos isso para chegarmos a 80 ou 90% que é o mínimo razoável de casas com ligação a este esgoto. Com este projecto e com outros que a câmara tem, certamente conseguiremos atingir isso”, almejou António Lopes da Silva destacando ainda que neste momento um dos maiores investimentos que a autarquia tem é a requalificação urbana que “tem um impacto forte no ambiente” citando como exemplo intervenções em Fontom, Cobom e Ponta Belém.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.