Moradores do bairro de Achada Grande Frente relataram à Inforpress um aparato policial, pois suspeita-se que o indivíduo terá se dirigido para aquela zona, subúrbio da Cidade da Praia.

A Inforpress entrou em contacto com o advogado do visado, mas este não quis prestar quaisquer declarações sobre o assunto.

O indivíduo em questão e outros dois, todos considerados “extremamente perigosos”, são suspeitos da prática, em co-autoria, de um crime de assalto à mão armada, ocorrido no passado dia 15 de Outubro, num estabelecimento comercial, na localidade da Terra Branca.

Em comunicado, a PJ fez saber que deteve os suspeitos, com idades compreendidas entre os 17 e 22 anos, através da Secção de Investigação de Crimes Patrimoniais (SICP) – Brigada de Combate ao Banditismo, em cumprimento de mandados do Ministério Público.

Os mesmos, todos residentes no bairro de Tira Chapéu, Praia, terão, segundo a PJ, feito uso de arma de fogo, obrigando a proprietária da firma a lhes entregar quantias em dinheiro da caixa registadora, telemóveis e uma mochila. Na posse dos objectos, os três supostos assaltantes ter-se-ão posto em fuga do local do crime.

A PJ avançou ainda que na sequência das buscas efectuadas às residências dos suspeitos foram encontrados e apreendidos uma arma de fogo, calibre 6,35 mm, munições, telemóveis, facas, alicates e vestuários, que se presumem terem sido utilizados no dia do assalto.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.