A primeira mulher eleita para liderar o Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), Janira Hopffer Almada é também a primeira na história da política cabo-verdiana a se candidatar ao cargo de primeiro-ministro.

Estreia-se nas legislativas de 20 de Março.

Com 37 anos de idade, Janira Isabel Fonseca Hopffer Almada, que sempre teve “uma grande preocupação com as questões sociais e políticas do país”, nasceu a 27 setembro 1978, na cidade da Praia, Santiago. Casou-se com Carlos Augusto Alves Pereira a 05 maio de 2012. O casal tem uma filha de três anos, Ana Carolina.

Em Portugal, licenciou-se em Direito e pós-graduou-se em Direito das Empresas na Universidade de Coimbra.

A líder do partido que sustenta o Governo há três legislaturas afirma que, após o seu regresso a Cabo Verde, em 2002, procurou “consolidar” o seu interesse pela vida política nacional, assistindo a todas as sessões plenárias do debate do Orçamento do Estado e sobre o Estado da Nação.

Filha de David Hopffer Almada, político, escritor e jurista de renome em Cabo Verde e que já foi candidato a Presidente da República, e de Ana Maria Hopffer Almada, professora universitária e presidente da Fundação Donana, Janira foi eleita no dia 15 de dezembro de 2014, presidente do PAICV, com 51,24 por cento dos votos expresso, contra 40,31 % do seu principal adversário, Felisberto Vieira.

Janira Hopffer Almada foi membro do Conselho Fiscal da Câmara do Comércio, Indústria e Serviços de Sotavento (CCISS). Desde muito cedo se interessou pela “defesa de causas nas quais acredita”, mas também pela defesa da população mais vulnerável do arquipélago.

Foi membro da direção da Associação das Mulheres Juristas, Membro do Conselho Consultivo da Ordem dos Advogados de Cabo Verde, docente na Universidade Jean Piaget de Cabo Verde, deputada municipal nas eleições autárquicas de 2008 e deputada nacional nas eleições legislativas de 2011.

Aos 29 anos entrou no Governo de José Maria Neves. Desempenhou os cargos da ministra da Presidência do Conselho de Ministros e dos Assuntos Parlamentares, da Juventude e da Presidência do Conselho de Ministros, e da Juventude, Emprego e Desenvolvimento dos Recursos Humanos de Cabo Verde.

Depois de sete anos no executivo, Janira Hopffer Almada “abandonou” o Governo em finais de dezembro de 2015, para se “dedicar inteiramente” à preparação da organização partidária e à mobilização da sociedade cabo-verdiana, para o ato eleitoral.

Janira Hopffer Almada acredita numa “liderança de compromissos” em diálogo com os cabo-verdianos na construção de um “Cabo Verde Sempre”, segundo o lema do PAICV, com “novos horizontes de esperanças e de certezas, de sólidas pontes entre o universo da política e as diferentes formas de organização da sociedade e dos cidadãos”.

Veja ainda:

+ Perfil: João Além quer “mudar Cabo Verde e dignificar o homem”

+ Perfil: José Augusto Fernandes, de independente a presidente do PTS

+ Perfil: António Monteiro, de Fonte Francês a candidato a PM 

+ Perfil: Ulisses Correia e Silva quer devolver o poder ao MpD

+ Perfil: Amândio Barbosa Vicente em estreia absoluta na política cabo-verdiana

SAPO c/Inforpress