A Organização das Nações Unidas (ONU) promove 16 dias de ativismos para apelar a mobilização massiva e a um compromisso e engajamento pelo fim da violência contras as mulheres e meninas em todo mundo.

A campanha mundial “16 Dias de Ativismo pelo fim da Violência contra Mulheres e Meninas”, conhecida como “Orange Day”, este ano sob o lema “Mobilize recursos para o fim da violência contra mulheres e meninas”, inicia no Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres, 25 de novembro, e decorre até 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos.

Segundo as Nações Unidas, esse marco é aproveitado para, “intensivamente”, promover acções à volta desta campanha lançada pelo Secretário Geral das Nações Unidas, UNiTE (Una-se pelo Fim da Violência contra as Mulheres e Meninas), explicando que durante os 16 dias, a cor laranja, que “unirá o mundo”, vai simbolizar um “futuro brilhante” e um mundo livre de violência contra as mulheres e meninas.

“Trata-se de um forte apelo aos governos, agências das Nações Unidas, organizações internacionais, regionais e nacionais, actores da sociedade civil, sector privado, academia, media e movimentos de mulheres e juvenis, para uma mobilização massiva numa única frente de compromisso e engajamento pelo fim da violência contras as mulheres e meninas em todo o mundo”, esclareceu a organização.

Para além de conferências, reuniões de alto nível e atividades de sensibilização nas escolas, uma das acções de “grande visibilidade” da campanha é iluminar e/ou colorir de laranja emblemáticos monumentos e edifícios nacionais.

Para as Nações Unidas, o dia 25 de novembro constitui uma importante ocasião para se manifestar, lembrar, protestar e mobilizar a sociedade e o Estado, contra todo e qualquer acto de violência praticado contra as mulheres, portanto, considerado uma data para reflexão sobre os progressos realizados.

Chamar a atenção para a mudança e para celebrar actos de coragem e determinação de mulheres que têm desempenhado um “papel extraordinário” na história de seus países e comunidades, apesar de estarem expostas a enumeras situações de violência são, também, objetivos deste dia.

Para assinalar esta data, os escritórios das Nações Unidas em Cabo Verde, pretendem começar o dia com uma conferência de imprensa na Cidade da Praia, onde irá abordar as principais linhas de acções e as atividades da campanha mundial “16 Dias de Ativismo pelo fim da Violência contra Mulheres e Meninas” para este ano.

A campanha “16 Dias de Ativismo pelo fim da Violência contra Mulheres e Meninas” é uma homenagem às irmãs Pátria, Minerva e Maria Teresa, e começou em 1991, quando mulheres de diferentes países, reunidas pelo Centro de Liderança Global de Mulheres (CWGL), iniciaram uma campanha com o objetivo de promover o debate e denunciar as várias formas de violência contra as mulheres no mundo, e hoje, cerca de 150 países desenvolvem esta campanha.

SAPO c/ Inforpress

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.