Em declarações à imprensa, João Luís, deputado da UCID, afirmou que o Ministério Público deve atuar tendo em conta que a prestação de socorro é obrigatória. Luís reagia às informações que estão a circular dando conta de que a Binter ter-se-ia negado a fazer o transporte da paciente.

“Para além de chamar a atenção do Governo para agilizar o processo de evacuação no país, pedimos ao Ministério Público para investigar de facto o que é que esteve por detrás da recusa da Binter em não transportar a doente grávida, da Boa Vista para o Sal, e que acabou por falecer”, afirmou o deputado democrata-cristão.

Conforme o deputado da UCID, sempre que acontecem casos deste tipo o Governo diz que está à procura de soluções para resolver o problema, “mas o que se verifica no dia-a-dia é que se vai ceifando vidas”.

“Nós estamos muito preocupados com esta situação”, enfatizou João Luís, apelando mais uma vez ao Governo para resolver de vez a questão das evacuações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.