A polémica instalou-se e ganharam os que consideravam que a publicidade estava ligada à figura feminina pelos piores motivos.

A Cervejas de Moçambique (CDM), pressionada pela opinião pública, decidiu ontem retirar todos os painéis propagandísticos e anúncios publicados em diversos órgãos de comunicação social, referentes à cerveja Laurentina Preta, que estava a ser motivo de discórdia social, avança o site da Rádio Moçambique. 

De acordo com a mesma fonte, a intenção da empresa ao colocar aquela publicidade nunca foi de ofender a quem quer que seja, mas apenas com fins comerciais.

“Uma vez que esta publicidade está a criar polémica no seio da sociedade, a empresa decidiu retirá-la”, acrescenta a fonte.

A Directora do Fórum da Mulher, Graça Samo, instituição que liderou a manifestação de repúdio contra a publicidade em causa, que “usa e abusa do corpo da mulher”, considerou que a atitude da CDM é uma conquista da sociedade e que deve servir de lição para tantas outras empresas que usam de forma abusiva a figura da mulher para fins comerciais.

@SAPO