O evento, que acontece sob o tema “Inovação: enfrentar os desafios de África”, é organizado pela empresa cabo-verdiana Ilhaba Buildings Enterprise e tem como objetivo buscar soluções e mobilizar ações para os principais desafios enfrentados pelos países africanos no domínio da água, eletricidade, melhoria de saúde e insegurança alimentar.

Uma nota governamental refere que a delegação cabo-verdiana integra, além do ministro Fernando Elísio Freire, o diretor do Gabinete de Comunicação e Imagem da Universidade de Cabo Verde (Uni-CV) e os gestores das empresas Segui Sábura e Life Solutions.

Esta edição irá reunir participantes com “poderes para agir”, entre eles chefes de Estado e Governos, ministros e funcionários governamentais, chefes de organizações regionais e continental, CEO das empresas estabelecidas, fundadores de Start-up, investidores, pesquisadores, especialistas em políticas, ciências e tecnologias, “business angels” e inovadores de toda a parte da África e de outros continentes.

A II Cimeira sobre a Inovação em Africa basear-se-á nos “bons resultados” da primeira, que teve lugar na Cidade da Praia em 2014 e incluirá atividades antes, durante e após a Cimeira.

O Ihaba é uma empresa de desenvolvimento de negócios com sede em Cabo Verde, cuja missão é de transformar a África através da incubação de ideias inovadoras e de um engajamento ativo na construção de um ambiente favorável à inovação em África.