Uma nota assinada por Botché Candé, ministro do Interior do Governo liderado por Nuno Nabian, determinou que entre as sete e as 10 horas da manhã será permitida a circulação apenas para compras e vendas de produtos essenciais, enquanto estará proibida a circulação do transporte público.

Os carros particulares podem circular desde que não tenham mais do que três pessoas.

Sem restrições continuam jornalistas, elementos das forças de defesa e segurança, profissionais da saúde, operadores das bombas de combustíveis, e trabalhadores das farmácias, bancos, comércio e finanças.

Os funcionários judiciais, com autorização do Ministério do Interior, também pode desempenhar as suas funções.

A Guiné-Bissau registou dois casos do novo coronavírus, ambos importados, e o autoproclamado Presidente Úmaro Sissoco Embaló fechou as fronteiras e as escolas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.