De acordo com uma nota de imprensa do Governo, o encontro será também para a projeção de ações a serem concretizadas a curto prazo.

A mesma fonte recorda que em novembro de 2016, o Executivo de Cabo Verde e o das Canárias assinaram um memorando de entendimento que proclama o estabelecimento de uma aliança estratégica, baseada no diálogo político para o desenvolvimento de projetos de interesse comum, alicerçada nas semelhanças e potencialidades dos dois arquipélagos.

Energias renováveis, água e saneamento, ordenamento do território, transportes aéreos e marítimos, formação de recursos humanos e a investigação, o meio ambiente, o crescimento azul, a cultura e a cooperação económica e empresarial foram as áreas consideradas prioritárias para o desenvolvimento da cooperação.

O encontro desta segunda-feira vai servir para fazer o balanço das ações realizadas nas diversas áreas.

A delegação cabo-verdiana, encabeçada pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, integra ainda pelo ministro dos Negócios Estrangeiros e das Comunidades, Luís Filipe Tavares, o ministro do Turismo e transportes e ministro da Economia Marítima, José Gonçalves e a ministra das Infraestruturas, Ordenamento do Território e Habitação, Eunice Silva.

Nesta visita, Ulisses Correia e Silva será recebido pelo Presidente da Câmara da cidade de Las Palmas e pelo presidente do Conselho da ilha de Gran Canária.

As relações entre Cabo Verde e Canárias tiveram a sua génese nos finais dos anos 90, com a assinatura do convénio quadro de colaboração em 1999, tendo sido complementado desde então por várias medidas e instrumentos jurídicos e programáticos.