A polícia militar holandesa começou por anunciar ao princípio da noite que tinha acionado meios para responder a uma “situação suspeita” num avião. Pouco depois, a informação era de que todos os passageiros e tripulação do aparelho em causa foram retirados em segurança.

Segundo os ‘media’ holandeses, um aparelho da companhia espanhola Air Europa, com partida prevista para cerca das 19:00 locais para Madrid, tinha lançado um alerta de sequestro a bordo.

Fontes da operadoras turística espanhola Globalia, a que pertence a companhia, anunciaram pouco depois que se tratou de um falso alarme, provocado por um erro técnico, e asseguraram que “nenhum passageiro sofreu o mínimo perigo”.

Segundo as fontes, citadas pela agência EFE, o aparelho enviou “um sinal errado” que gerou uma enorme mobilização policial.

Amplas zonas do aeroporto, incluindo a estação de comboios que faz a ligação para o centro de Amesterdão foram afetadas, e, segundo a imprensa local, foram mobilizados importantes meios dos serviços de emergência: polícia, ambulâncias, dois helicópteros, bombeiros.

O aeroporto informou que todos os voos sofreram atrasos e alguns foram cancelados.

“A situação agora é segura”, disse um porta-voz do aeroporto, Dennis Muller, citado pela AP, sem referir o alegado erro técnico.

“Todos os voos podem agora partir”, acrescentou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.