A informação foi avançada à Inforpress por uma fonte da Diocese de Santiago, que assegurou que o falecimento ocorreu por volta das 11horas deste domingo.

Primeiro cabo-verdiano a ser ordenado bispo, D. Paulino Évora tomou posse da Diocese de Santiago de Cabo Verde no dia 22 de Junho de 1975 e a conduziu até 14 de Agosto de 2009, altura em que se resignou por motivo de idade, tendo sido substituído por Dom Arlindo Furtado, então bispo do Mindelo.

Foi o Papa Paulo VI que em Abril de 1975 o nomeou como bispo de Cabo Verde, sendo que o acto de consagração aconteceu a 01 de Junho.

Paulino Évora foi ordenado padre a 16 de Dezembro de 1962. Após a ordenação sacerdotal, trabalhou em Portugal e, mais tarde, foi enviado para Angola. Primeiro foi para o centro Sul  desse país e, mais tarde para o norte, na Diocese de Malange onde trabalhou em duas missões. Durante sete anos, trabalhou na Missão chamada Duque de Bragança, agora Calandula, e depois esteve cerca de três anos na missão de Cacuso.

Depois de trabalhar na missão em Angola e Portugal, chegou a Cabo Verde para assumir e orientar a Diocese da sua terra natal em 1975, num período “muito especial” que coincide com a independência nacional.

Durante 34 anos esteve à frente da Igreja Católica em Cabo Verde e é também considerado como um “grande lutador e impulsionador” da democracia no arquipélago.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.