Segundo Elísio Silva tratam-se de marinheiros que estiveram em contacto com o primeiro caso que testou positivo para a covid-19 esta sexta-feira e que foi internado no Hospital Baptista de Sousa.

Esses profissionais estavam retidos na Gâmbia desde o mês de Março, devido ao encerramento das fronteiras por causa da pandemia.

E porque chegaram em São Vicente através do navio Praia d’Aguada a Delegacia de Saúde pediu a todos os que viajaram no mesmo barco para  contactar as autoridades sanitárias para despistagem da covid-19.

A mesma fonte explicou que, na decorrência desses casos, a Delegacia de Saúde  colocou em quarentena 67 pessoas e segue com a realização de testes PCR, isolamento e investigação epidemiológica.

CD/HF

Inforpress/Fim

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.