O alerta de Trump foi feito nesta segunda-feira, 30, no programa “Fox & Friends”, da Fox News, no qual voltou a defender o distanciamento social até 30 de Abril.

“Ninguém está mais preocupado do que eu com o país”, disse Trump, um dia depois de a maior autoridade na matéria, Anthony Fauci, ter afirmado que mais de 100 mil americanos poderão morrer devido à pandemia.

“Se não o encerrássemos” para continuar o distanciamento social e limitar o tamanho das reuniões a 10 pessoas”, disse Trump, o número de mortos pode chegar a 2,2 milhões.

“Queríamos fazer algo em que tivéssemos menos mortes”, sublinhou o Presidente.

Trump revelou que, nos Estados Unidos, “foram testadas mais pessoas do que em qualquer outro lugar do mundo”, ao revelar que 140 mil pessoas fizeram o teste apenas nesta na segunda-feira.

O Presidente americano lembrou, no entanto, que o país tem a taxa de mortalidade mais baixa do mundo, com apenas cerca de 1,7% de todos os que testam positivo, enquanto nos demais países é três vezes mais.

Até a manhã de hoje, 35 mil pessoas já tinham morrido em todo o mundo, que já registou mais de 766 mil infetados.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.