A presidente do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) apresentou as medidas em conferência de imprensa, na cidade da Praia, no mesmo dia em que o ministro da Saúde, Arlindo do Rosário, confirmou mais dois casos de Covid-19 na Boa Vista, subindo assim para três o númedo de infetatos pelo coronavírus no arquipélago e todos naquela ilha, que está de quarentena.

As primeiras propostas do PAICV, que serão submetidas ao Governo, são de natureza sanitária, com medidas direcionadas à proteção dos profissionais de saúde, contratação de mais técnicos, mais informação e espaços apropriados para isolamento de eventuais casos positivos.

Para a presidente do PAICV, a primeira prioridade é "salvar vidas", pelo que pediu a todos para concentrarem atenção na saúde, onde quer que seja direcionada uma boa parte dos recursos.

Proteção aos civis

No que diz respeito à proteção civil, o maior partido da oposição cabo-verdiano propõe a criação de uma reserva nacional de equipamentos de proteção individual para a emergência médica, destinados a corpos de bombeiros.

Há ainda sugestões de natureza social, concretamente para proteção e apoio financeiro excecional aos trabalhadores por conta de outrem ou assistência jurídico-laboral.

A nível económico, Janira Hopffer Almada quer reforço de medidas de informação, sensibilização e fiscalização, mas também de sancionamento a crimes antieconómicos, especialmente, de açambarcamento e de especulação.

Também propõe medidas de estímulo à economia, no pressuposto de manutenção dos postos de trabalho.

As outras propostas do PAICV são de natureza legal e na área de justiça, com medidas de realização de despesas e administração da justiça, como um regime excecional de suspensão de prazos, justo impedimento, justificação de faltas e adiamento de diligências.

A líder partidária disse sentir o país unido e que as "pessoas estão suficientemente preocupadas e solidárias, não obstante alguma ansiedade e alguns sinais de angústia e desespero".

"É imbuído deste espírito de responsabilidade e de colaboração, que o PAICV vem manifestar toda a sua solidariedade para com a Ilha da Boavista e com toda a população ali retida", disse Janira Hopffer Almada.

Covid-19 em Cabo Verde

Os casos da covid-19 em Cabo Verde continuam a confinados à ilha da Boa Vista, que se encontra em quarentena, sem ligações aéreas ou marítimas ao restante arquipélago.

Já são mais de 1.000 casos confirmados em África.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 271 mil pessoas em todo o mundo, das quais pelo menos 11.401 morreram.

por: Agência Lusa, cvt

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.