Fonte da representação diplomática do arquipélago em Portugal confirmou à Inforpress que os voos de repatriamento partem de Lisboa e terão como destino a cidade da Praia e decorrerem durante o mês de Julho, obedecendo, no entanto, a certos critérios de eleição de passageiros, como por exemplo doentes com alta médica ou profissionais em missão de serviço.

A mesma fonte explica que caso os passageiros já tinham anteriormente adquirido os bilhetes de regresso a Cabo Verde, devem indicar companhia aérea, o destino, a data e o código de reserva.

Os passageiros não nacionais de Cabo Verde terão de realizar o teste PCR à COVID 19 antes do embarque, enquanto os viajantes nacionais poderão fazer os testes em Portugal ou em Cabo Verde.

Todos os passageiros serão colocados em quarentena à chegada a Cabo Verde em locais indicados pelas autoridades cabo-verdianas.

A fronteira de Cabo Verde encontra-se encerrada até o mês de Agosto, dando espaço apenas a voos de repatriamento.

Cabo Verde regista um acumulado de 1.499 casos de covid-19 diagnosticados desde 19 de Março, com 18 óbitos. Destes, cerca de mil casos foram confirmados desde 01 de Junho, com o foco nas ilhas de Santiago (nomeadamente na Praia) e do Sal.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 539 mil mortos e infectou mais de 11,69 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

PE/JMV

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.